História

23 / 06 / 2015

Situada a aproximadamente 16 quilómetros da fronteira com Espanha, S. João Baptista é uma das quatro freguesias que formam a sede do concelho de Castelo de Vide, no distrito de Portalegre. O seu orago é, como o próprio topónimo indica, S. João Baptista, celebrado anualmente a 24 de Junho.

O povoamento da freguesia, assim como o de toda a vila, deve situar-se pelos finais do Neolítico, pois no território onde assenta a povoação encontram-se diversos documentos arqueológicos que atestam a antiguidade do povoamento local.

A paróquia de S. João Baptista é de instituição muito antiga; foi da jurisdição da ordem de Malta, como o confirmam os emblemas esculpidos na sua igreja; o prior era apresentado pelo Grão Prior do Crato.

A freguesia de S. João Baptista é dotada de um vasto património cultural e edificado, do qual passamos a referir o que mais ressalta: o Igreja de S. João Baptista, construída no século XV, tendo sofrido modificações nos séculos XVII e XVIII; o convento de São Francisco, fundado em 1585 e depois transformado e adequado aos franciscanos, para posteriormente servir de asilo de cegos, fundado e dotado por João Diogo Juzarte de Sequeira Sameiro. A capela de Nossa Senhora da Penha, pequeno templo dos finais do século XVI; a Casa Magessi e as Casas Amarelas, as Fontes da Mealhada, do Martinho e Nova e os já referidos vestígios arqueológicos como algumas antas e sepulturas cavadas na rocha.

Para além do património cultural, a freguesia de S. João Baptista, que se encontra incluída no Parque Natural da Serra de São Mamede, apresenta uma zona geológica particularmente rica, em que se destacam os xistos, os quartzitos e os calcários. É ainda uma região onde são bem frequentes as presenças da cegonha branca do peneireiro cinzento, existindo também espécies características da Península Ibérica, como o tritão de ventre laranja, o sapo parteiro ibérico, a rã ibérica e o lagarto de água. A freguesia é ainda conhecida pela amenidade do seu clima e pelas muitas fontes de água que brotam da serra; algumas de qualidades medicinais comprovadas, sendo das mais conhecidas a Fonte da Mealhada, que tem uma água mineralizada, carbonatada, alcalino-terrosa, muito aconselhada nos tratamentos das doenças de estômago, fígado e rins.

As atividades mais exercidas pelos habitantes da freguesia de São João Baptista são a agricultura, a olivicultura, a pecuária, a exploração de água de mesa, o comércio e a hotelaria; todas estas atividades tiveram influência num novo período de ascensão económica e social que começou a notar-se a meados do século XX.